Sonhos de Liberdade

Copyright © All rights reserved

Do teu regaço faz-se luz. Doce rebento que brota puro, Crescendo se torna cruz, Mas nada lhe deduzirás de obscuro. Pois amor de mulher é cabal. Imutável, irrestrito e imortal. Na alquimia do afeto é ouro. Não há muro que lhe vede este tesouro E abale seu sentimento abissal. Sua condição é laboriosa, Ainda que …

Continue a ler

Oscilações viscerais, Dois corações tais Que batem iguais. Na calçada o pintassilgo dança. Daqui a pouco chora a criança, E aqui arcamos a temperança. Observas-me em jeito vivaz Com os teus olhos de amêndoa sagaz, Reluzindo, plenos de esperança. E batem iguais Dois corações tais, Oscilações viscerais, Aguardando a bonança.

    Por vezes perco-me na contemplação das tuas feições. Estas intrigam-me profundamente pois iluminam sentimentos distintos de um instante para o outro. Tanto vejo em ti o olhar afectuoso de quem almeja algo de magnânimo, como observo uma frieza equiparável ao Nabão em dias invernosos. Na verdade, não são inusuais os momentos em que me tomo pela …

Continue a ler