Sonhos de Liberdade

Copyright © All rights reserved

Não foi, de todo, intencional Quedar-me nesse terno olhar. Juro que não foi proposital ! Pois, quem haveria de cogitar Que dois corações de cristal Desabassem ali naquele cruzar De contemplação impetuosa? Afinal, quem haveria de ocasionar Que de tamanho estilhaçar Resultasse tal obra insidiosa?! Anúncios