Sonhos de Liberdade

Copyright © All rights reserved

Preciso desse amor beber. Desse amor que trazes recôndito P’ra que jamais vivalma o deixe florescer. Careço esgarradamente desse amor maldito! Rosas quebradas no meu âmago, Tulipas cheias de nada que aconchego, Desejo apenas a noite abençoada Pelo sol que brilha em segredo. Vem até mim alvorada perdida, Vem até à tua dona insensata! Que …

Continue a ler