Publicado em poema, poemas

Terra da Fraternidade

94138095_10222861350268140_997462165440954368_o (2)

Terra da fraternidade,

Terra do amor,

Terra da felicidade.

Do eirado vejo o sol-pôr

Com o coração esperançado

Que novo dia nasça

Nesta nação de Abril,

No amanhã incogitado

Que nos abraça

Com a brisa primaveril.

Sou livre, tenho asas

Dadas pelos que lutaram,

Pelos que ousaram

Desobedecer!

Para que eu pudesse,

Sem temer,

Declamar estas rimas.