Sonhos de Liberdade

Copyright © All rights reserved

  Sol da minha vida, Sinfonia tocando em adágio, Luar refletido no rio, Apenas em ti ensejo guarida.   Teus olhos ternos e penetrantes, Sinalizando vivências penosas, Imploram-me beijos constantes, Encher-te de carícias afetuosas.   Em nenhum outro momento, Desta forma me senti. Querendo dar todo o meu alento A um amor que, de tão …

Continue a ler

Oscilações viscerais, Dois corações tais Que batem iguais. Na calçada o pintassilgo dança. Daqui a pouco chora a criança, E aqui arcamos a temperança. Observas-me em jeito vivaz Com os teus olhos de amêndoa sagaz, Reluzindo, plenos de esperança. E batem iguais Dois corações tais, Oscilações viscerais, Aguardando a bonança.

Não foi, de todo, intencional Quedar-me nesse terno olhar. Juro que não foi proposital ! Pois, quem haveria de cogitar Que dois corações de cristal Desabassem ali naquele cruzar De contemplação impetuosa? Afinal, quem haveria de ocasionar Que de tamanho estilhaçar Resultasse tal obra insidiosa?!